Seduc e Centro Administrativo criam Projeto bem Estar Animal

27/12/2019     Marconni Lima


Por conta da alta taxa reprodutiva de gatos e animais em geral contribuindo para que haja um descontrole no seu tamanho populacional na SEDUC, e no Centro Administrativo como um todo, um grupo de profissionais se reuniu e elaborou uma proposta de controle dessa população de animais em torno do Centro Administrativo.


 

O projeto tem como objetivo geral promover o controle populacional dos gatos em situação de rua, no Centro Administrativo, além de proporcionar bem-estar aos animais e à população em geral. A iniciativa busca: Estabelecer um programa de castração dos animais, com parcerias; Realizar ações de caráter educativo, que promovam os cuidados com estes animais, sensibilizando a comunidade para que contribuam no controle futuro desta população; Promover o bem-estar animal e colaboradores; Incentivar a denuncia por abandono; Vacinações; Campanhas de adoção.

 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, há cerca de 30 milhões de animais abandonados no Brasil. Destes, 20 milhões são cachorros, enquanto 10 milhões são gatos. E isso são números referentes a 2014, é muito provável que a situação esteja até pior. Já os dados do IBGE de 2015, o Piauí tem o maior percentual de domicílios com gatos no Brasil, este número deve também refletir no alto índice de abandono.


 

"Em 2018, quando começamos o projeto, tentamos criar uma casa de gato, e já em 2019 com ações de sustentabilidade ambiental (Jardim Seduc), ações de sustentabilidade econômica (cursos gratuitos e grupos de informação de cursos gratuitos), e ações de sustentabilidade social (projeto bem estar animal), com apoio de funcionários da Secretaria, realizamos a proposta do projeto. Entendemos que o problema era do centro administrativo, não de um único bloco, então tínhamos que realizar em todos, por conta disso visitamos todas as salas da Secretaria para falar do projeto, sabendo quem tinha o interesse de participar, com isso criamos um grupo com mais de 50 pessoas", conta Arinê Cunha Bastos, um dos coordenadores do Projeto Bem Estar Animal.

 

Arinê disse ainda que conta com a ajuda e o apoio de dezenas de funcionários, não só da Seduc, mas de outras secretarias que funcionam nos blocos C. A., e mesmo com todo apoio, tiveram muita resistência de pessoas que não concordavam com o projeto e a preocupação com os animais. Mesmo assim, começaram a atuar na identificação dos problemas que geram a proliferação dos animais como o abandono e a natalidade. Iniciaram ações com informações contra o abandono, espalhando cartazes e posts, onde todos do grupo compartilharam a mensagem. Foram criados coletores seletivos para a captação de garrafas PETs e alumínio, gerando uma atitude sustentável, ao mesmo tempo em que todo o material recolhido é trocando por castrações nos animais.

 

A metodologia do projeto é desenvolvida por colaboradores do Centro Administrativo que se dispõem a desenvolver ações, simplesmente  pelo amor aos animais. As propostas são enviadas aos Secretários do Centro Administrativo, com base na sustentabilidade ambiental, social e econômica, sem necessitar de investimentos das Secretarias. Será desenvolvido um cronograma das ações propostas, que deverá ser aprovado pelos Dirigentes das Secretarias que irão participar.


 

Além da Coleta Seletiva que já está sendo feita, o grupo pretende realizar a conscientização junto aos colaboradores sobre distribuição de comida, abandono, conscientização sobre bons tratos aos animais, conscientização sobre zoonoses, adoção de animais entre os servidores e a conscientização sobre a importância de uma Carteira de Identificação e Saúde do Animal e ainda realizar a longo prazo, palestras de conscientização, ação de adoção, com fomenta da adoção dos animais já castrados e vacinados.

 

O projeto não institucional, conta com o apoio do superintendente de gestão. Divaldo Cerqueira e de profissionais de outros setores da Seduc, bem como de outras secretarias como Saúde e Administração. "São mais de 40 pessoas engajadas, preocupadas com o bem estar desses animais, onde realizam várias ações não só de alimentá-los, mas também de cuidar da saúde desses seres que não tem culpa de serem abandonados, e todos merecem nossas considerações e agradecimento", afirma Arinê.

 

O grupo que começou com 50 pessoas, hoje possui 40 colaboradores, que trabalham individualmente e em grupo, para um propósito de todos, com várias ações realizadas. Um caso que ganhou grande comoção de funcionários do Centro Administrativo recentemente, foi o de um cachorro chamado de pretinho, que faz tratamento de câncer, onde vários profissionais se empenharam para conseguirem aliviar suas dores, juntamente com o apoio da APIPA.


Para Uzelina Carvalho que trabalha na lotação da Seduc e participa do projeto, estas ações são importantes não só para o Bem Estar dos Animais para o bem estar de todos que trabalham no Centro Administrativo. "Estamos tentando minimizar a situação com esses animais aqui na Seduc, realizando ações, mas para isso é necessário o apoio de todos". Uzelina lembra que o seu Carlinhos que alimenta os animais há anos, é mal interpretado pelas pessoas, por conta de espalhar o alimento por vários locais, onde ele apenas contribui para o alimento dos animais abandonados. "Em janeiro quando todos estiverem de volta, daremos um impulso maior em nossas ações, ainda mais agora que já houve a assinatura da lei de proteção aos animais. Precisamos de ações visíveis que mostrem que estamos atentos a qualquer tipo de maus tratos", comenta.

 

"As pessoas demoram a entender, mas depois que entendem que o objetivo é gerar bem estar também para eles, estes acabam se envolvendo. Isso é muito importante, sem o envolvimento, projeto nenhum dá certo. Todos tem a sua importância, os antigos, os recentes, os que ainda vão entrar no grupo, aqui da Seduc, da Sead, da Sesapi, enfim, todos são bem vindos e estamos juntos, e assim podemos mudar as nossas atitudes e as atitudes das pessoas ao nosso redor, mesmo que a longo prazo", finaliza Arinê.

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEDUC
Av. Pedro Freitas, S/N - Bloco D/F - Centro Administrativo
CEP: 64.018-900 - Teresina - PI