Projeto ajuda a mudar o gosto dos alunos pela Matemática

09/07/2019     Michele Furtado


"Além de skatista também sou ligado na matemática. Por que será que os giros que nós fazemos são medidos em graus? Eles são ângulos? De onde vem essas medidas?". Perguntas como essas surgem em aulas de matemática ministradas pelo professor Francisco de Assis, no Centro de Ensino de Tempo Integral (Ceti) Professor Milton Aguiar, localizado no Parque Itararé, em Teresina.


"Nos últimos anos, percebi que as crianças e jovens estão cada vez mais resistentes a aprender matemática nos moldes tradicionais, ou seja, através de giz e lousa, usando livros didáticos ou mesmo material concreto manipulativo". Essa constatação do professor, Francisco, gerava uma inquietação incômoda, que se somou aos novos conceitos que ele aprendeu ao participar da formação do Mais Matemática, projeto da Secretaria de Estado da Educação do Piauí (Seduc) vinculado à Unidade de Ensino e Aprendizagem no programa Pacto pela Aprendizagem, que incentiva a aprendizagem da disciplina que ainda é temida por muitos. 


Assim como Francisco, cerca de 600 professores têm mudado o gosto dos alunos pela Matemática. Hoje, 09 de julho, no Centro de Formação do Servidor do Piauí (CFSPI), aconteceu o encerramento do ciclo das rodadas que o projeto Mais Matemática tem feito em 2019. 

De acordo com Viviane Carvalhedo, coordenadora do Pacto pela Aprendizagem, o evento tem o objetivo de agregar todas as boas práticas que foram realizadas pelos professores das escolas durante o primeiro semestre de 2019. "Um momento de troca de experiência. Eles trouxeram alguns dos materiais que foram trabalhados com os alunos e que possa servir de boas práticas para os outros participantes", declara.


Viviane falou ainda que a formação está acontecendo nos turnos manhã e tarde para educadores de Teresina. "Também fazemos quinzenalmente essa multiplicação através da mediação tecnológica para os professores do interior. O que está acontecendo hoje também vai ser transmitido para os professores dos municípios, deixando assim todo mundo oportunizado com as estratégias que o Mais Matemática tem oferecido", afirma.

Segundo Maria José Mendes, coordenadora do Núcleo de Acompanhamento Pedagógicos, os professores são protagonistas desse trabalho, levando as metodologias e estratégias de ensino para que os alunos tenham uma alta expectativa de aprendizagem. Todo o material produzido está alinhado com a BNCC.


O professor Francisco fala que "aprendi com essa experiência que a avaliação não é só para servir ao professor, mas também ao aluno, favorecendo suas aprendizagens e dando-lhe a oportunidade de reconhecer seus erros e superá-los". Ele é um daqueles professores que acreditam que a aprendizagem faz parte de um processo que nunca tem fim. "Aprender para mim é uma felicidade muito grande e todos os dias tento passar isso para as crianças, jovens e colegas. Se não fosse assim, nada teria sentido", finaliza o professor.

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEDUC
Av. Pedro Freitas, S/N - Bloco D/F - Centro Administrativo
CEP: 64.018-900 - Teresina - PI