Projeto Viva o Semiárido é avaliado pelo FIDA

27/09/2018     Helder



Na tarde desta terça-feira (18), consultores do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) estiveram na Secretaria de Estado da Educação (Seduc) para avaliar o projeto "Viva o Semiárido no Piauí". Até o momento, 1.200 professores já foram capacitados para a temática a partir da parceria.

Entre os principais objetivos do projeto estão o reforço à capacidade de instituições rurais para desenvolver sistemas de assistência técnica; desenhar e implementar políticas de desenvolvimento rural na região do semiárido; melhorar a produção agrícola e não agrícola dos produtores de baixa renda. Outras secretarias de Estado fazem parte do esforço e cabe à Seduc promover o engajamento das escolas através da educação contextualizada.

A coordenadora de Educação do Campo da Seduc, Miriã Medeiros, revela que a secretaria tem como meta oferecer ao homem do campo uma educação contextualizada a sua região. "Para o Semiárido, a Seduc implantou o projeto Viva o Semiárido no Piauí, que é fruto de uma parceria entre o Governo do Estado e o FIDA. Além da formação para 1.200 educadores, estamos recebendo projetos de sistemas produtivos como horticultura, piscicultura, avicultura e caprinocultura, que devem ser implantados em 70 escolas até o final de 2018", destaca.

No projeto de formação de professores e instalação de cadeias produtivas nas escolas serão investido 1,7 milhões de dólares. As ações incluem escolas municipais e estaduais de municípios do semiárido piauiense.

O consultor de Avaliação e Monitoramento do Fida, Rodrigo Dias, observa que ainda devem acontecer outras ações a partir dessa parceria.

"Para 2019 e 2020 o projeto proporcionará às escolas públicas do Piauí intercâmbios para alunos e professores, publicação de livros, seminários internacionais, produção de material multimídia e 50 projetos de iniciação científica", completa o consultor.

O superintendente de Ensino Superior da Seduc, Ellen Gera, relata a importância de uma educação contextualizada a cada região. "O Estado do Piauí possui uma extensão territorial significativa e um intenso êxodo para as grandes cidades. A Seduc tem como meta dar meios de garantir a fixação do homem do campo em sua região, por meio de uma educação que trabalhe os arranjos produtivos locais", esclarece.


SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEDUC
Av. Pedro Freitas, S/N - Bloco D/F - Centro Administrativo
CEP: 64.018-900 - Teresina - PI