Profissionais participam de Rede de Mediação do Clima Escola

09/08/2019     Michele Furtado Foto: João Pio


Com o tema Comportamento auto lesivo e ideação suicida na escola: como posso ajudar?, está sendo finalizado nesta sexta-feira, 09 de agosto a formação da criação da Rede Permanente de Mediação do Clima Escolar a fim de eliminar problemas relacionados ao bullying e à violência, dentre outros aspectos relacionados ao emocional do estudante. 


A ação consiste em uma proposta educacional elaborada no ano de 2018, produto da parceria entre Secretaria de Estado da Educação  (Seduc), com o Programa de Pós Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Piauí (UFPI), por meio do Núcleo PSIQUED. Participam da formação, psicólogos, assistentes sociais, técnicos e os gerentes da Gerências Regionais de Educação (GREs).

O último dia do evento iniciou com a participação da diretora da Unidade de Gestão e Inspeção da Seduc, Ana Rejane Barros, que, na oportunidade, falou que a formação é a primeira das várias ações que a Seduc através da rede está programando para o segundo semestre.


"Esse é um momento muito importante para a educação do Estado, ao final desse encontro vamos construir com as equipes multiprofissionais um plano de atuação, que vai conter o que eles irão fazem a partir de agora ao retornarem às suas Gerências Regionais no campo do atendimento psicossocial", relatou.

Ana Rejane falou ainda que posteriormente serão encaminhadas algumas estratégias. "Desde ontem estamos construindo ações a partir de relatos de experiências. Durante esses dias, trabalhamos oficinas em cima de escolas que temos na rede. Nosso objetivo é que essa equipe volte para a GRE e consiga mapear as situações de violência, vulnerabilidade. Podendo assim, articular com a rede protetiva ações conjuntas, assegurando um clima escolar de tranquilidade com muita saúde mental", afirma.


Na oportunidade, Faustom Negreiro, professor da Universidade Federal do Piauí, ministrou a palestra "Mediação de conflitos na escola".  "Hoje demos ênfase em discutir sobre o comportamento auto lesivo no cenário da escola, assim como também as ideações suicidas no contexto escolar. A intenção é formar os diversos profissionais que fazem parte da comunidade escolar e ampliar os debates sobre esses temas, para conseguirmos aos poucos ampliar uma rede de cuidado no cenário da escola, sobretudo pensando em medidas educativas para alcançar toda a comunidade", esclarece o professor.

Ainda na programação da formação, Jaqueline Soares, gestora da Unidade Escolar Antônio Deromi Soares, localizada em Buriti dos Montes, fez um relato de experiência. 


"Em 2017 vivemos situações de conflitos que abalou muito a parte pedagógica. Perdemos um aluno para o suicídio. O ocorrido foi um alerta, paramos para vermos essas questões do lado emocional, começamos um trabalho junto com a Seduc e diferentes parceiros e montamos o projeto Raízes do Futuro", explica.

De acordo com a gestora, a proposta do projeto é levar aos alunos a oportunidade de mostrar os talentos e poderem construir algo para sua vida, que no futuro eles possam ter aquela expectativa de ser um herói da história.

"Foi um semestre trabalhando uma série de atividade diferenciadas, percebemos depois de ouvir os alunos a melhoria dentro da escola na vida deles, e desde então estamos tendo esse olhar sempre atento", comemora.

A diretora finalizou sua participação falando da satisfação de participar da formação. "É de um conhecimento enriquecedor. A formação vai contribuir significativamente na melhoria das ações na nossa escola", finaliza. 

O evento prossegue durante toda tarde desta sexta-feira, 09 com uma vasta programação.

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEDUC
Av. Pedro Freitas, S/N - Bloco D/F - Centro Administrativo
CEP: 64.018-900 - Teresina - PI