Milton Brandão encerra atividades do Setembro Amarelo

01/10/2019     Marconni Lima

 

Na última segunda 30, a Unidade Escolar Tertuliano Milton Brandão encerrou as atividades do PROJETO SETEMBRO AMARELO. Em parceria com a equipe da 21ª GRE e outros profissionais da comunidade como psicólogos, assistentes sociais, enfermeiros, médicos, representantes religiosos que realizaram palestras nas salas de aula junto aos alunos com temas relacionados à saúde do corpo e da mente, valorização da vida e suicídio.


Pela manhã os alunos realizaram passeata no entorno da escola e na sede da Gre, distribuíram abraços, bombons e mensagens de afeto a quem encontravam pelos corredores, cantaram, dançaram e dramatizaram a problemática do suicídio e da depressão.


 

"Esse ano encerramos as atividades desenvolvidas durante todo o mês de setembro, mas o projeto continua com várias ações e parcerias. Ontem no encerramento,  contamos  com a participação e apoio de toda a comunidade escolar e parceiros de vários segmentos da sociedade que nos ajudaram a levar até os alunos e seus pais a importância de valorizar a vida, do afeto, do diálogo e da saúde o corpo, da mente e da alma para a superação dessa doença considerada o mal do século XXI que é a depressão", disse a diretora da unidade, Elisnete Gomes.

 

De acordo ainda com a diretora, esse projeto fortaleceu ainda mais os vínculos entre todos que trabalham e estudam na unidade. "Descobrimos que muitos alunos, e até seus familiares precisam de ajuda,  apoio,  de informação para superar esse problema. Professores e  alunos, sensibilizados depois desse projeto e a forma como ele foi abordado na escola, passaram a compreender melhor o outro", comenta


Já Cristiane Fernandes mãe do ex aluno Daniel do Carmo, que foi diagnosticada com transtorno e depois de tentar tirar a própria vida há alguns dias atrás disse que após o convite para participar do evento está muito feliz. "Agora posso ajudar outras pessoas a conhecer e superar a doença da depressão. No momento que ajudo as pessoas eu também sou ajudada. É uma troca me sentindo muito melhor agora", comenta.


Para todos que participaram das atividades do Setembro Amarelo, foi um momento de muita reflexão,  interação e aprendizado, uma ação da escola Milton Brandão que teve um retorno bastante significativo e expressivo não só pela escola, mas também pela comunidade. 


 

"Pra mim, esse projeto como muitos outros que participo na escola, servem para nos ajudar a compreender a realidade atual que vivemos. Eu não entendia quando via minhas amigas se mutilando nos banheiros da escola. Hoje sei que depressão é uma doença que precisa de toda forma de compressão. Estou feliz em poder estar dando a minha contribuição. Eu consigo ver uma mudança em alguns colegas da escola que já conseguem falar do problema e buscar ajuda. Ano que vem quero continuar ajudando dentro e fora da escola. Inclusive quero me preparar para o ENEM para tentar na Universidade o curso de Psicologia", completa a estudante Michelle Alves Lima.

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEDUC
Av. Pedro Freitas, S/N - Bloco D/F - Centro Administrativo
CEP: 64.018-900 - Teresina - PI