Livro ’Influência Africana na Cultura Brasileira’ poderá ser adotado nas escolas públicas estaduais

13/10/2021     Ascom

Na manhã desta terça-feira (12), a vice-governadora Regina Sousa recebeu o escritor maranhense Emanuel de Jesus Saraiva e o secretário de Estado da Educação, Ellen Gera, para conhecer o livro ’Influência Africana na Cultura Brasileira’, candidato a integrar a lista de livros paradidáticos a serem adotados na rede de educação estadual.


O livro explora a influência africana em vários campos da cultura brasileira, como nas diversas formas de expressão artísticas e no vocabulário, onde, segundo o escritor, encontramos mais de três mil palavras que só existem na língua brasileira porque foram introduzidas pelos africanos.


?Quando eu voltei da África, onde lecionei e dirigi uma faculdade em Moçambique, senti o desejo de escrever sobre o que eu vi lá e sobre o que eu vejo aqui. Pelo fato de eu ser descendente de africano eu sinto a necessidade de difundir esse conhecimento e estou feliz com a oportunidade de ter meu livro utilizado pelo aluna do das escolas piauienses?, disse.




De acordo com Ellen Gera, nesse período do ano, a Secretaria de Estado da Educação (SEDUC) está implementando seu novo currículo homologado pelo Conselho Estadual de Educação, tanto na educação fundamental quanto no ensino médio.


?E para além do currículo temos as leituras paradidáticas e recebemos do professor maranhense a obra ?Influência Africana na Cultura Brasileira? com a proposta de utilizarmos nas nossas escolas. Demos entrada com o processo na Seduc, agora nossa equipe vai analisar o material, inclusive, o professor colocou a possibilidade de incrementarmos no livro um capítulo trazendo a influência da cultura afro aqui no Piauí e assim vamos trabalhar para chegarmos a um fechamento desse material e levarmos a todas as escolas do Estado. É muito pertinente nesse momento do Brasil a gente trabalhar a importância da cultura afro no país e especialmente no nosso Estado?, concluiu.


Durante a visita, a vice-governadora Regina Sousa ressaltou os vários grupos que difundem a cultura afrodescendente com muita história já escrita. ?Temos quilombos que produzem cultura também e essa literatura é muito bem-vinda, como tudo que venha para iluminar a consciência das pessoas quanto a importante contribuição da cultura africana para nosso estado?, declarou.

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEDUC
Av. Pedro Freitas, S/N - Bloco D/F - Centro Administrativo
CEP: 64.018-900 - Teresina - PI