Escolas estaduais apresentam projetos na I Semana de Robótica

14/10/2021     Hélder Rocha

  

Professores, alunos e organizadores do projeto de Robótica concluíram, nesta quinta-feira (14), a I Semana de Robótica das Escolas Públicas do Piauí. O evento foi marcado por uma mostra com os trabalhos desenvolvidos por estudantes de 20 escolas onde o projeto é desenvolvido, instigando a criatividade, o raciocínio e a curiosidade de alunos e visitantes.


 

Uma das escolas que apresentou os projetos nesta quinta foi o Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) João Clímaco DAlmeida. A escola conta com 600 alunos e fica localizada no Centro de Teresina.

 

"A robótica é bastante importante para todos nós alunos, pois ela trabalha principalmente com a questão da lógica de programação e de certa forma ela melhora o raciocínio lógico, nos trazendo um ar de possibilidades, nos fazendo pensar mais a frente, na sustentabilidade do planeta por meio dessa tecnologia, enfim, traz muitos benefícios. Acredito que esse projeto deveria ser expandido e tornado matéria obrigatória no ensino fundamental, como na China e no Japão que estão à frente na tecnologia", explana Jéferson Gomes, estudante do 3º ano do Ensino Médio da Escola.


 

Os professores Ranildo Lopes e Valderi Veras organizam o projeto de robótica no CEEP, com o apoio da diretora Rosana Oliveira.  

 

"Esta é a 5ª feira de Robótica da nossa escola, e a primeira Semana de Robótica das Escolas Públicas Estaduais. Durante toda a semana nossas escolas exibiram o que os alunos fizeram de melhor no início do desenvolvimento do projeto, mostrando toda sua criatividade materializada em  um Sensor de Umidade do Solo p, Simulador Cardíaco, Girassol Robótico, Trânsito Automatizado, Robô Carrinho 2WD e 4WD, Braço Mecânico, Robô Humanóide, Robô Maker, Internet das Coisas, Controle de semáforo pela Rede e Controle de Lâmpadas pela Rede", relata o professor Ranildo, que também é coordenador do projeto.

 

As escolas estaduais receberam a visita de profissionais do Instituto Federal do Piauí (IFPI) e da Secretaria Municipal de Educação de Teresina (Semec), com o intuito de fazer parcerias e desenvolver projetos semelhantes em suas redes.

 

"O curso de licenciatura em Informática tem a vertente de trazer a ligação da computação com o ensino, e uma das áreas que trabalhamos é a robótica, com parcerias com as escolas para melhorar o aprendizado dos alunos. Com isso, eles desenvolvem o senso de pesquisa, senso crítico, raciocínio matemático, além disso, projetos como esse estão ligados ao desenvolvimento da economia do país, pois estão formando mão de obra que é escassa nos países desenvolvidos na área da tecnologia da informação", observa o professor Galvão, do IFPI.


 

Como parte da programação da Semana de Robotica, o Ceti Professor Raldir Cavalcante Bastos promoveu, na quarta-feira (13), a I Mostra de Robótica "Inteligência das Coisas". Coordenado pelo professor de Física, Edivaldo Ribeiro, o projeto traz aplicações dos objetos de conhecimento da área no cotidiano.

 

"A principal proposta deste trabalho é demonstrar a importância de conhecer e aplicar conceitos básicos de Física na robótica. Fazemos isso  usando o principio de refletividade em um sensor de luminosidade,  montando uma lâmpada que acende com palmas, e usando o principio da propagação da onda mecânica com sensores de som e presença numa lixeira. Outros trabalhos também mostram essa relevância, pois  montamos um sistema de irrigação em que a umidade do solo é medida por um sensor, além de um braço mecânico movido ao princípio de Pascal com a hidrodinâmica dos fluidos e de um braço mecânico informatizado por movimentos elétricos", destaca o professor.


 

Para Maria Eduarda Rodrigues, acadêmica de Física da UFPI e participante do PIBID, a importância do projeto está na aplicação da tecnologia. "A robotica faz uso da tecnologia para auxiliar o ser humano. Com base nisso, desenvolvemos um sensor de umidade de solo com o objetivo de ajudar no cuidado das plantas.  Devido à correria do dia-a-dia, muitas vezes falta tempo para isso. Usando o programa Arduíno conseguimos fazer muitos experimentos. Nossa ideia é que futuramente o sensor de umidade passe a irrigar o solo automaticamente", observa.


 

Marcela Suany Cavalcante, estudante do terceiro ano e participante do projeto, está motivada com a execução das atividades. "Além de já gostar de Física e de trabalhar com programação, a parte de Robótica me interessou. Achei interessante montar o projeto completo com a programação e os dados que têm que ser colocados no programa. O sensor de umidade ajuda a saber se o solo esta úmido, seco ou moderado", diz.

 

O projeto de Robótica foi criado em 2019 e conta com formação em Arduino, Scratch e Pensamento Computacional para professores de diversas áreas de conhecimento da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e Centro de Formação Antonino Freire (CEFAF). Hoje, o CEFAF tem mais de 60 professores cursistas de robótica de Teresina e do interior do estado; 24 professores fazem oficinas práticas de robótica com Arduíno em suas respectivas escolas, atingindo de forma híbrida em torno de 150 alunos.  

 

 

 

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEDUC
Av. Pedro Freitas, S/N - Bloco D/F - Centro Administrativo
CEP: 64.018-900 - Teresina - PI