Escolas enviam projetos para inscrições no PGE

29/07/2020     Marconni Lima



Com o objetivo de reconhecer as experiências exitosas de gestão escolar durante esse momento de pandemia, o Prêmio Gestão Escolar (PGE) 2020 contempla projetos eficientes e inovadores de gestão na educação básica da rede pública de todo o país.


As inscrições vão até o dia 15/08 e a escola precisa elaborar um relato de experiência de no máximo 12 páginas, onde será selecionada uma equipe escolar para participar do prêmio. O PGE é promovido pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) em conjunto com a Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI) e a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime).


Para o professor Ferdinan Francisco do Nascimento, diretor do Centro de Educação de Tempo Integral Professor Joca Vieira, bem como a todos, a pandemia os pegou de surpresa. "Tivemos que nos reinventar nas práticas pedagógicas para não deixar nossos alunos sem ter o que fazer, afinal, os fins justificam os meios, e no caso em questão os fins são a produção e apreensão do conhecimento por parte de nosso alunado, e os meios são todas as formas oficiais ou alternativas de produção e transmissão desse conhecimento".


O Ceti é uma escola que oferta a modalidade Ensino Médio regular e fica localizada na Rua Pedro Conde, 220 - Bairro São João, Zona Leste de Teresina.


De acordo com o projeto da escola, a pesquisa sobre o grau de satisfação/insatisfação com as aulas remotas aplicadas por meio do formulário google, demonstra que 78% dos alunos estão satisfeitos com o desempenho do CETI P. Joca Vieira, na aplicação das aulas remotas; que 74% estão gostando das aulas remotas; e que 89% dos entrevistados estão participando das aulas remotas.


"Tiramos como aprendizado dessa experiência que, embora não tenhamos experiência em determinada metodologia, somos capazes de nos reinventar em pouco tempo para atender às demandas da sociedade; Percebemos que a prática pedagógica na educação básica exige uma aproximação física e social em um determinado espaço geográfico para ocorrer, socialização, afetividade, responsabilidade, compromisso, emoção e resultados; E o principal aprendizado que tiramos dessa prática de ensino distante da escola, foi que muitos alunos da escola pública precisam desta, não somente como espaço de apreensão de conhecimento para a formação cidadã e inserção no mercado de trabalho,  mas também como espaço em que eles têm o lanche do recreio como café da manhã, o almoço de qualidade que lhes faltam em casa, e o lanhe da tarde como a janta da noite. Enfim, percebemos que esse novo normal para aulas remotas, antecipamos em alguns anos aquilo que era previsto acontecer no futuro próximo, devido às mudanças que ocorrem na sociedade causadas pelos avanços tecnológicos", disse o diretor.


Já a diretora do CETI Senador José Cândido Ferraz, de São João do Piauí, Clarissa Pereira Cronemberger, disse que a escola desenvolve anualmente o Projeto "Oficinas de Nivelamento em Português e Matemática". "Trabalhamos as habilidades e competências, tendo em vista que a escola recebe muitos alunos vindos do ensino fundamental com dificuldades em leitura, interpretação e cálculo. Nesse período de aulas remotas, os projetos estão sendo desenvolvidas na plataforma Google Classroom, para alunos que têm acesso à internet, e cadernos impressos para quem não têm acesso à internet. Os professores interagem com os estudantes principalmente por grupos de whatsapp e aplicativo Google  Meet", comenta a gestora que se inscreveu no PGE para conhecer projetos que estão dão certo e adequá-lo à nossa realidade.


A professora disse ainda que a escola está fazendo mensalmente roda de conversa com estudantes e professores para avaliar e dar sugestões de como melhorar as aulas remotas, como também para ficar mais próximo dos alunos. A escola é jurisdicionada à 12ª GRE de São João do Piauí.

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEDUC
Av. Pedro Freitas, S/N - Bloco D/F - Centro Administrativo
CEP: 64.018-900 - Teresina - PI