Com ajuda dos pais, estudantes montam vulcão em casa

25/05/2020     Marconni Lima



Alunos da Unidade Escolar Adamir Leal, localizada na zona sudeste de Teresina, receberam uma atividade do professor de Geografia para fazer a "Experiência do vulcão". Com ajuda dos pais, os estudantes montaram um vulcão em casa e, depois de pronto, falaram um pouco sobre a montagem.


A escola, que fica localizada no bairro Dirceu, zona sudeste da capital, também adotou o sistema de aulas remotas. Segundo a diretora Naiza Ferreira, em média 80% dos alunos acompanham as aulas online. "Para os demais alunos que não têm internet, os professores elaboram as tarefas e a escola tira cópias. Marcamos o dia de entrega na escola, sem aglomeração, com a devida preocupação com a distância". 


A diretora conta ainda que os professores desenvolvem as atividades de acordo com sua criatividade. "Eles mandam os planos de aula e as coordenadoras avaliam, cada turno com seus grupos de séries. Foi o que aconteceu com a disciplina de Geografia, no qual tivemos excelentes trabalhos", enfatiza.


A atividade "Experiência do Vulcão" foi proposta pelo professor de Geografia do 6º ano, Werton Costa. Ele conta que a aula está inserida no conteúdo programático em que eles estudam a litosfera e a formação dos continentes. "No 6º ano há o estudo do vulcanismo, que é muito prático e permite a construção de maquetes, com saída da escola para fazermos análises, mas por conta da aula remota não podemos fazer como faríamos normalmente e lançamos o desafio em casa, para os alunos desenvolveram a maquete individualmente, com aula inicial em vídeo, apresentando o vulcão e suas fases. Depois o processo de criação é feito com material encontrado em casa e com o apoio dos pais, que acompanham e supervisionam seus filhos", afirma o professor de geografia, Werton Costa.


O professor conta ainda que os alunos tiveram duas semanas de estudo e que ficou bastante surpreso com o resultado da atividade. "Me surpreendi com o aproveitamento deles. Além dos vídeos das montagens, eles mandaram depoimentos em áudios, em que falam da vontade em fazer a experiência, descrevendo como fizeram, relatando sua alegria e satisfação. Eles conseguiram captar realmente a ideia proposta", comemora o professor.


O estudante Francisco Gabriel mostrou o vulcão que fez na sua residência a partir de peças de sucata. "Eu fiz o meu vulcão com papel amassado, pintei a estrutura e a base fiz de papelão". Alguns alunos fizeram de barro, outros de cimento, bem como também com cinzas de carvão. Todos apresentaram a dinâmica do trabalho com vídeos realizados em casa, com ajuda dos seus pais e encaminhados ao professor via whatsapp.


"As aulas remotas inovaram o fazer pedagógico, o ato de ministrar aulas. Os professores tiveram que se reinventar e, conforme a criatividade de cada um, eles desenvolvem atividades que extraem dos alunos o melhor deles. No caso dessa disciplina de Geografia, o professor foi bem criativo e desenvolveu um trabalho bacana com os alunos no sentido de fazer a produção mesmo, saindo da teoria, indo para a prática, o que ratificou que a aula remota dá certo sim. A aula pode sim ser dinâmica. As escolas da 21  Gre na grande maioria, estão acontecendo, os gestores estão bem envolvidos e na Adalmir Leal o resultado tem sido bastante positivo", conta a gerente da 21ª Gerência Regional de Educação, Valderice Carvalho.

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEDUC
Av. Pedro Freitas, S/N - Bloco D/F - Centro Administrativo
CEP: 64.018-900 - Teresina - PI