Com 76 mil profissionais da Educação já vacinados com a primeira dose, modelo híbrido deverá ser implementado em 470 escolas

03/08/2021     Joely Rocha


Com 76 mil profissionais da Educação já vacinados com a primeira dose, segundo dados do Painel Covid-19 Piauí, os estudantes da rede pública estadual do Piauí retornarão ao chão da escola na próxima segunda-feira (09), de forma gradativa e segura. Diferente das calorosas recepções de volta às aulas, eles não serão recebidos com grandes eventos, mas terão um ambiente acolhedor e bem higienizado. Cada escola está fazendo seu plano de retorno e, até o momento, 470 escolas já foram aprovadas para receber novamente os alunos no modelo híbrido. 


As unidades que ainda permanecem em modelo remoto estão sendo acompanhadas pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) para que retornem tão logo os protocolos de segurança sejam rigorosamente seguidos. Um dos Centros de Ensino que cumpre os protocolos sanitários já cadastrados e aprovados pela Vigilância Sanitária é a Unidade Escolar Gayoso e Almendra, localizada no município de Batalha. 





Seguindo as orientações da Seduc, a escola apresentou o protocolo de retorno, as medidas de biossegurança e realizou uma consulta com a comunidade escolar sobre a retomada das atividades escolares flexíveis, solicitando aos responsáveis pelos estudantes a assinatura de um Termo de Responsabilidade para participação dos momentos presenciais. É o que explica o coordenador pedagógico da unidade, Francisco das Chagas Alves de Carvalho Júnior.


"Aplicamos um questionário para professores e alunos, no qual 60% se mostraram favoráveis ao retorno. Quase 100% dos pais dos estudantes responderam ao mesmo questionário, no qual deveriam optar pelo retorno presencial ou permanência do ensino remoto para seus filhos. Dos 201 alunos do Ensino Fundamental, 65% deverão retornar em formato híbrido; dos 213 estudantes do Ensino Médio, 58% também optaram pelo mesmo formato; e dos 414 alunos do ensino regular, 62% dos pais desejaram o retorno presencial, assim como indicava a pesquisa realizada com o formulário do Google", explica o coordenador pedagógico da U. E. Gayoso e Almendra.




Com o limite de 15 alunos por turma, os estudantes que decidiram retornar em formato híbrido serão divididos em dois grupos e farão revezamento entre aulas remotas e presenciais, semanalmente. Aqueles que desejarem, poderão migrar de uma modalidade para a outra, informando com antecedência para que a escola tenha tempo hábil para organizar a mudança com segurança. Os professores irão ministrar aulas de segunda a quinta-feira em formato híbrido e remoto. Já na sexta-feira, os alunos terão aulas exclusivamente on-line para que a escola possa realizar a higienização dos ambientes. 


Liduina Rebouças, gestora da escola, destaca que o retorno presencial fortalecerá o vínculo do aluno com escola, favorecendo resultados positivos no ensino e aprendizagem dos estudantes. A notícia foi comemorada pelo estudante do 2º ano da escola, Charlynson Carvalho, que afirmou que tudo mudou com a pandemia.



"Ficamos perdidos ao sair do chão da escola, principalmente para os alunos de Ensino Médio, que em pouco tempo iriam prestar a prova do Enem. Com a boa notícia do retorno às aulas presenciais, estamos bem mais tranquilos e seguros diante dos estudos. Além disso, a forma presencial é bem mais democrática, tendo em vista os alunos que não conseguiram se adaptar à forma remota, seja pela dificuldade de acesso à internet ou pela dificuldade de acesso com as tecnologias vigentes", comemora Charlynson.




De acordo com o Secretário de Estado da Educação, Ellen Gera, a rede estadual de educação está se preparando para acrescentar o modelo híbrido em todas as escolas. "Temos hoje 660 escolas espalhados em todos os municípios, além dos anexos rurais. Mais de 460 que tiveram seus planos validados e as outras escolas passarão por um momento de inspeção para verificar as condições da escola e identificação do que será preciso fazer para implementar o modelo híbrido nos próximos dois meses. Nossa expectativa é de que logo mais tenhamos uma condição sanitária favorável, ao ponto de termos todos os estudantes e profissionais da educação no chão da escola", disse.

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEDUC
Av. Pedro Freitas, S/N - Bloco D/F - Centro Administrativo
CEP: 64.018-900 - Teresina - PI