Fundação Lemann realiza formação com coordenadores regionais

Notícias

Os coordenadores pedagógicos das Gerências Regionais de Educação de todo o Estado estiveram reunidos nesta terça-feira (3), no Diferencial Buffet, para a formação presencial com os consultores da Fundação Lemann para avaliar os cinco preditores (indicadores) de qualidade na aprendizagem trabalhados pelo programa Formar na rede estadual de ensino.

Atuando em parceria com a Fundação Lemann desde 2017, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) reuniu os coordenadores para analisar quais estratégias avançaram na rede tendo como referência os cinco preditores: Currículo; Planejamento de aulas; Formação de professores; Avaliação em nível de rede e a Observação como estratégia formativa dentro da rede.

O programa Formar realizou, na primeira etapa, uma pesquisa ouvindo diretores, coordenadores pedagógicos da rede, técnicos responsáveis por cada um destes indicadores na rede e no segundo momento analisou os documentos da Seduc que evidenciam a implementação dos cinco preditores, como explica a consultora da Fundação Lemann, Márcia Britto.

“Hoje vamos olhar o quanto avançamos, ou não, e o que podemos fazer para melhoria destes preditores, pois acreditamos que estes itens irão fornecer melhores condições para uma efetiva política de aprendizagem significativa na rede”, disse.

A consultora acrescentou que ao trabalhar os cinco preditores qualitativos enquanto política de rede os alunos terão impacto significativo na aprendizagem.

“Ao trabalhar estes cinco indicadores qualitativos de forma eficiente dentro da rede iremos perceber em cada um a qualidade de serviço que estamos oferecendo, mas também em como estamos fazendo (implementação). Se estamos fazendo da maneira certa a aprendizagem deste aluno do tende a melhorar se certamente estamos contribuindo para que tenham melhor desempenho no Saeb”, disse Márcia.

O secretário da educação, Ellen Gera de Moura, destaca que as formações são necessárias para garantir de forma sistêmica as diretrizes e ações em toda a rede.

“Enquanto política de rede, as escolas seguem diretrizes políticas norteadoras de ação dentro das escolas, mas que são pensadas com um nível de flexibilidade para que estas customizem os conteúdos a partir das suas necessidades locais. Os preditores com quais trabalhamos indicam esta aprendizagem significativa, que faz a diferença com um olhar para o mesmo lugar e não apenas atingir uma nota, mas garantir o direito de aprender para todos”, afirma o secretário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *