Incentivo da Seduc quadruplica número de grêmios estudantis

09/01/2018     Hélder Rocha


 

Os grêmios estudantis das escolas estaduais do Piauí passaram por um processo de reformulação em 2017 visando ampliar a capacidade de atuação. Por meio da Supervisão de Grêmios Estudantis (SUGRES), a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) está à frente desse processo para que os estudantes criem ou revitalizem os grêmios estudantis.

 

O supervisor da SUGRES, Hedson Barata, revela que a ação institucional da Seduc visa dar todo subsídio para a criação de grêmios estudantis no estado do Piauí. Além disso, a supervisão é interlocutora de pautas do movimento estudantil e das casas de estudantes femininas e masculinas.

 

"Em 2017 ampliamos de 15 para 85 o número de grêmios estudantis em todo o Estado, a partir de uma ação de capacitação em todas as regiões do Piauí. Realizamos o encontro estadual de grêmios estudantis. Participamos do Congresso da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), como a maior delegação da história, que garantiu um representante nosso na UBES. Em 2018 faremos muito mais", completa o supervisor.


 

As capacitações são promovidas com objetivo orientar, ajudar e supervisionar as ações dos grêmios estudantis dentro das escolas, ajudando a fortalecer a relação estudante professor/aluno assim tornando uma escola mais democrática, que implica no fortalecimento do exercício da cidadania. Através da supervisão das ações dos grêmios estudantis das escolas da rede publicas estadual de ensino, foram atendidos cerca de 10 mil estudantes nessa etapa.


 

"As palestras nas escolas são divididas em três dias. No primeiro abordamos o tema: Como ser um líder de turma? e capacitação para novos componentes dos grêmios estudantis. No segundo trazemos o tema Protagonismo Juvenil e no terceiro dia é realizado o planejamento com o grêmio e as primeiras ações a serem realizadas", destaca ainda Hedson Barata.

 

Instituição de grêmio auxilia na gestão escolar

 

Cresce cada vez mais o processo de participação social dentro e fora das escolas. Além de dar voz oficial às demandas estudantis dentro da gestão escolar, o grêmio é importante por oportunizar aos jovens agir politicamente e conciliar opiniões por meio do diálogo.


 

Já encontramos bons exemplos desse ressurgimento dos grêmios estudantis no Piauí. Após seis anos sem grêmio, os alunos do Colégio Estadual Zacarias de Góes, o Liceu Piauiense, elegeram a nova diretoria do grêmio estudantil Liceu Livre. O CEEP Leonardo das Dores na cidade de Esperantina realizou a capacitação para os líderes de turma e a posse da nova diretoria do grêmio estudantil. Já em São João do Piauí, os alunos do CEEP deputado Francisco Antonio Paes Landim Neto criaram o Grêmio Estudantil "Voz Ativa" (GREVAT), dentre muitos outros. 



SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEDUC
Av. Pedro Freitas, S/N - Bloco D/F - Centro Administrativo
CEP: 64.018-900 - Teresina - PI