Chão da Escola: coordenadores traçam metas para o ano letivo

12/03/2018     Ranielly Veloso

Um momento para troca de experiências e consequentemente reflexão sobre as práticas pedagógicas utilizadas em sala. 

Na manhã desta segunda-feira (12), no auditório do colégio Liceu Piauiense, no centro de Teresina, após uma auto avaliação das atividades desenvolvidas nas escolas da rede pública estadual pelas 4ª, 19ª, 20ª e 21ª Gerências Regionais de Educação (GREs), professores se uniram em busca de soluções para problemas cotidianos, além da realização de um planejamento integrado com projetos interdisciplinares que têm como principal objetivo a melhoria da aprendizagem. Esse hall de atividades faz parte do Projeto de Formação Continuada Chão da Escola, que desde 2016 tem sido prioridade para a Seduc.



Maria Arlete Veloso, coordenadora pedagógica da Unidade Escolar Profº João Soares, no bairro Monte Castelo, zona sul de Teresina, relata as mudanças positivas na escola após o projeto, interferindo significativamente nos resultados educacionais. "A partir do Projeto de Formação Continuada Chão da Escola, diminuíram os índices de evasão e repetência. Nós criamos um plano de intervenção pedagógica, os professores aplicaram em sala e a partir daí sentimos uma mudança no desempenho acadêmico dos nossos alunos. E pra esse ano, a gente já está com um projeto muito bom. Queremos fazer aulas de campo com temáticas de interesse dos alunos, para que eles possam estar melhorando cada vez mais", explica.



O coordenador de Ensino da 20ª GRE, Grasiano Vieira, entende que as formações são de suma importância para as escolas alinharem com a Seduc o planejamento escolar para o ano letivo. 


O diretor de Ensino e Aprendizagem da Seduc, Ellen Gera, continua na mesma linha de raciocínio e destaca que a Seduc iniciou o ano de 2018 com o Processo de Formação Continuada do Chão da Escola para dar continuidade ao trabalho que está apresentando bons resultados. "Temos um alinhamento de rede para que todas as escolas conheçam e trabalhem de forma alinhada, para que a gente tenha no final do ano um resultado da rede, embora entendamos a autonomia e identidade de cada escola. Precisamos ter essa percepção comum de qual é o planejamento estratégico da Seduc, para que a gente tenha as GREs e as próprias escolas trabalhando", relata.



Para este ano, novas metas foram traçadas pela equipe, a saber: Alunos com alta expectativa de aprendizagem e formação cidadã; Professores de excelência; Gestores reconhecidos como líderes; e Escola acolhedora e inclusiva.


"Com essas metas, os nossos alunos podem ter bons resultados de aprovação, no Enem; na parte profissional também, e ótimas condições de conseguir uma boa vaga no mercado de trabalho", conclui o professor Ellen Gera, que entende que o processo de formação é um dos pilares mais importantes para a consolidação desses objetivos.


A professora Marília Aragão, gerente do Ensino Fundamental da Seduc, ressalta a importância da formação que teve como tema do seminário inicial "A identidade que se constrói no Chão da Escola". "É um marco inicial para a integração dos professores na escola, no qual eles podem estar discutindo os seus desafios e melhorar cada vez mais no ensino e aprendizagem dos alunos", observa.



Após os processos de formação, os coordenadores pedagógicos se reúnem com os seus professores em cada escola dando sequência ao fluxo de 2018 da Formação Continuada do Chão da Escola.



SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEDUC
Av. Pedro Freitas, S/N - Bloco D/F - Centro Administrativo
CEP: 64.018-900 - Teresina - PI